HISTÓRIA
1980 - A formação da banda
1980

A banda foi formada em 1980 no subúrbio ao norte de Los Angeles, Califórnia. Os primeiros integrantes foram Brett Gurewitz (guitarra), Greg Graffin (vocal), Jay Bentley (baixo) e Jay Ziskrout (bateria).

"Apesar de eu ter apenas 15 anos, havia sonhado em cantar em uma banda desde que eu era pequeno. Cantei em corais na escola primária, e se a minha professora de canto pudesse ter ouvido apenas as primeiras palavras que pronunciei ao microfone em nosso primeiro ensaio - 'Isto não é arte, isso é suicídio!' - ela teria desmaiado." - Greg Graffin

"Eu não tinha mesada, trabalho, apenas um microfone que peguei emprestado de Brett, e uma cabeça cheia de ideias anti-autoritárias. Estes foram os dias antes da minha avó me comprar uma jaqueta de couro para o meu aniversário de 16 anos. Mal sabia ela que eu iria pintá-lo com as palavras 'foda-se armagedom isso é o inferno'." - Greg Graffin

1981 - Bad Religion
1981 - Bad Religion

O lançamento que começou tudo. Escrito, gravado e lançado em 1981, este EP de 7" começou como uma fita-cassete (lembra-se delas? Creio que não...). A banda finalmente passou a gravação para o futuro membro da banda Greg Hetson que tocava, naquele momento, na legendária Circle Jerks. Hetson, por sua vez, entregou a fita para o influente punk de Los Angeles DJ Rodney Bingenheimer que começou a tocar a música "Bad Religion" em seu popular programa de rádio nos domingos à noite. A canção tirou toda a cena punk de Los Angeles, criando um rumor particularmente intenso nos subúrbios de San Fernando Valley devido ao fato de que Bad Religion era a única banda punk vinda do "the Valley".

DETALHES DO ÁLBUM
1981 - Hardcore de Los Angeles
1981

"O 'The Vex' era off Soto Street no leste de LA. Na época foi considerado um lugar onde garotos do Valley não deveriam se aventurar. Foi considerado um 'lugar perigoso'. Gangues, tiroteios e brigas eram comuns. Nós nunca nos integramos nos estereótipos culturais, estávamos focados apenas na cultura do punk. Fazer esses shows foi a nossa primeira exposição à mistura multi-cultural de fãs que vem a ser o nosso pilar. Obrigado, Joe Vex!" - Greg Graffin

1981 - New Wave Theater (TV) - "Bad Religion"
1981 - New Wave Theater (TV) - 'Bad Religion'
1982 - How Could Hell Be Any Worse?
1982 - How Could Hell Be Any Worse?

Este foi o álbum que realmente começou tudo. A segunda gravação da banda, primeiro LP, foi inspirado por/criado na infernal poluição sufocante dos subúrbios ao sul da Califórnia. 14 canções que deram voz a todos garotos furiosos e alienados em toda parte. Após este registro, o nome da banda e o icônico símbolo começou a aparecer nas paredes e cadernos escolares em toda a cidade. Uma mistura impressionante de inteligência penetrante e uma guitarra crua alimentada no punk resultando em um verdadeiro clássico incendiário que continua a inspirar até hoje. Faixas clássicas como "Fuck Armageddon...This Is Hell", "American Dream" and "The Voice Of God Is Government" são tão importantes e socialmente lúcidos como o dia em que foram criadas em uma garagem no sul da Califórnia.

DETALHES DO ÁLBUM
1983 - Into The Unknown
1983 - Into The Unknown

Este é talvez o álbum mais punk de todos os tempos da banda - em teoria. Porque realmente, o que poderia ser totalmente mais punk que suceder um rápido e furioso "How Could Hell Be Any Worse" com um álbum de indisculpável rock progressivo setentista? Os fãs inicialmente recuaram ao desacelerado ritmo e à instrumentação de teclado pesado e espacial. Mas com o tempo o mundo foi pego e "Into The Unknown" tornou-se um item muito procurado por colecionadores. Merecidamente, porque se você deixar de lado suas tendências de mergulhar do palco com cabelos espetados, este é um álbum de rock realmente fascinante.

DETALHES DO ÁLBUM
1983 - New Wave Theater (TV) - "We're Only Gonna Die"
1983 - New Wave Theater (TV) - 'We're Only Gonna Die'
1985 - Greg Hetson entra como membro permanente
1985 - Greg Hetson entra como membro permanente
1987 - A banda grava "Suffer"
1987 - A banda grava "Suffer"

"Foto tirada no beco do lado de fora da primeira Westbeach Recorders. Westbeach era como a sede da nossa banda naqueles dias. Usaríamos como um ponto de encontro mesmo quando não estávamos gravando um álbum. Brett a usou como seu workshop como engenheiro, assim como escritório para a construção da sua gravadora, a Epitaph. Nesta ocasião em particular, fizemos uma pose durante um jogo de futebol no beco." - Greg Graffin

1988 - Suffer
1988 - Suffer

O terceiro álbum é um momento crucial para a banda. Com a formação original de volta, este disco é creditado por muitos por, sozinho, reacender o movimento punk na América. É o som clássico atualizado com modernas técnicas de gravação, os cuidados de um agora mais experiente Brett Gurewitz tripulando um estúdio. Enquanto a música mantém toda a fúria e a energia de lançamentos anteriores, o som tem uma fidelidade surpreendentemente rica para um álbum gravado a baixo custo em um buraco na parede do estúdio. Após seu lançamento, "Suffer" é saudado como "Melhor Álbum do Ano" pelas concorrentes bíblias do punk Flipside e Maximum Rock 'n Roll e a banda posteriormente embarca em sua primeira turnê nacional em apoio ao álbum. Desde o lançamento do álbum incontáveis bandas têm tentado imitar o som revolucionário de "Suffer", mas poucos, se houver, conseguiram copiar o poder absoluto de clássicos como "You Are (The Government)" e "Do What You Want".

DETALHES DO ÁLBUM
1989 - No Control
1989 - No Control

Apenas doze curtos meses após o lançamento de seu álbum marco "Suffer", Bad Religion surpreendeu a todos ao retornar com o igualmente poderoso "No Control". Com a força de faixas clássicas como "Big Bang", "Automatic Man", a faixa título e "I Want to Conquer the World", a banda conquistou um público consideravelmente maior nos Estados Unidos e uma nova base de fãs na Europa. Consequentemente embarcaram em sua primeira turnê europeia em apoio a "No Control". Este é o segundo álbum do que os fãs têm chamado de "Trilogia Sagrada".

DETALHES DO ÁLBUM
1990 - Bad Religion na No Control Tour
1990 - Bad Religion na No Control Tour

"Bad Religion, no local de Los Angeles chamado Country Club em San Fernando Valley. Eu havia me mudado para Nova York para ir para Cornell a esta altura, mas estes poucos shows a cada mês fizeram parecer como eu nunca tivesse saído." - Greg Graffin

1990 - Against The Grain
1990 - Against The Grain

"Against The Grain" é a gravação final do que os fãs chamam "Trilogia Sagrada". Este álbum chegou apenas 12 meses após o lançamento de "No Control". E enquanto ela contém toda a energia e ferocidade sonora de gravações anteriores, há uma evolução perceptível do som aqui. Você pode ouvir o futuro da banda no amado e ainda relevante clássico "21st Century (Digital Boy)". Este álbum vendeu mais que os álbuns anteriores da banda tão quanto a grande base de fãs continuou a crescer.

DETALHES DO ÁLBUM
1990 - Bad Religion Tour pela Europa
1990 - Bad Religion Tour pela Europa

"Nossas primeiras turnês na Europa foram tocadas em 'squats', locais não oficiais em prédios abandonados. Este em particular foi um squat chamado 'AJZ' na Alemanha. O governo alemão deu subsídios para que os jovens desenvolvessem 'centros de juventude' em prédios abandonados. Como tal, eles não tinham água corrente, ar-condicionado e tão pouco ventilação. Todos fumavam cigarros na época, então o ar tinha mais nicotina e carbono queimados flutuando ao redor do que o material respirável. Em um ponto nós consideramos seriamente a tocar os nossos shows com máscaras ligadas a tanques de oxigênio - não apenas para um efeito legal, mas realmente por necessidade respiratória." - Greg Graffin

1991 - Bobby Schayer entra na banda
1991 - Bobby Schayer entra na banda
1991 - 80-85
1991 - 80-85

Este olhar retrospectivo às primeiras gravações do grupo foi originalmente lançado em 1994 e interrompido em 2004 em favor de uma autêntica re-edição de "How Could Hell Be Any Worse?" com o fim de restaurar a arte e a folha contendo as letras do clássico lançamento de 1982. Além de "How Could Hell Be Any Worse?", as 28 canções de 80-85 também incluíram o primeiro EP homônimo de 7", bem como material raro adicional todo gravado em Los Angeles, Califórnia, entre 1980 e 1985. O pacote, que agora está fora de impressão, continha fotos clássicas da banda e anotações do guitarrista e ex-Circle Jerk, Greg Hetson. Reedições das seis canções originais do EP podem ser encontrados de tempos em tempos na loja oficial da banda.

DETALHES DO ÁLBUM
1992 - Generator
1992 - Generator

Esta foi a primeira grande mudança na formação para a banda com a partida do, há muito tempo baterista, Pete Finestone, que saiu para assumir a sua banda The Fishermen. A banda encontrou um substituto no colega residente em San Fernando Valley Bobby Schayer que havia estudado com Lucky Lehrer, baterista do Circle Jerks. O som de "generator" é ligeiramente mais pesado e mais obscuro, o que faz todo o sentido dado os acontecimentos mundiais da época. Duas das canções, "Fertile Crescent" e "Heaven Is Falling", foram escritos sobre a primeira Guerra do Golfo (e todos nós sabemos a que levou). Também digno de atenção é o primeiro vídeo de uma música da banda para "Atomic Garden", dirigido pelo amigo Gore Verbinski, que viria a dirigir a popular série de filmes "Piratas do Caribe".

DETALHES DO ÁLBUM
1992 - O vídeo de "Atomic Garden"
1992 - O vídeo de "Atomic Garden"
1992 - O vídeo de "Struck a Nerve"
1992 - O vídeo de "Struck a Nerve"
1993 - Recipe For Hate
1993 - Recipe For Hate

Esta é a gravação que levou Bad Religion de ser uma banda punk estrante a se tornar algo muito maior. Com a arte de capa icônica de Fred Hidalgo, "Recipe For Hate" mantém a energia e revolta marcada pela banda exemplificada pela clássica "American Jesus", mas a paleta sonora foi ligeiramente ampliada. Com "Struck A Nerve" o álbum apresentou a primeira música da banda a ser tocada em rádio desde sua estréia em 7". Eddie Vedder, do Pearl Jam, e Johnette Napolitano, do Concrete Blond, contribuiram como vocais convidados. Este é também o primeiro álbum do Bad Religion escrito em piano. Após o lançamento do disco pela Epitaph, foi pego pela Atlantic Records.

DETALHES DO ÁLBUM
1992 - O vídeo de "American Jesus"
1992 - O vídeo de "American Jesus"
1994 - Brian Baker entra na banda
1994 - Brian Baker entra na banda

"Brian passou semanas na minha casa indo para a faculdade Bad Religion, aprendendo uma montanha de músicas e praticando harmonias cantando comigo. Seu primeiro show foi muita pressão: nós estávamos tocando na frente de 30.000 pessoas no "Bizarre Festival", na Alemanha, logo após nossos ensaios serem concluídos." - Greg Graffin

1994 - Stranger Than Fiction
1994 - Stranger Than Fiction

Este foi o primeiro álbum do Bad Religion no selo Atlantic. Foi também seu primeiro disco de ouro e a primeira vez que trabalharam com um produtor de fora, Andy Wallace, que já havia trabalhado em "Reign in Blood", do Slayer, e "Nevermind", do Nirvana. Desta vez a banda teve hits de rádio com as músicas "Infected" e uma versão regravada de "21st Century (Digital Boy)". Tim Armstrong, do Rancid, e Wayne Kramer, do MC5, contribuiram com vocais. Imediatamente após a mixagem de "Stranger Than Fiction" o membro fundador Brett Gurewitz saiu devido à turbulência interna na banda e um desejo de focar em sua gravadora Epitaph.

DETALHES DO ÁLBUM
1994 - Brett deixa a banda para assumir a Epitaph em tempo integral
1994 - Brett deixa a banda para assumir a Epitaph em tempo integral
1995 - All Ages
1995 - All Ages

Abrangendo cerca de oito álbuns e várias formações, "All Ages" contém o melhor dos anos Epitaph da banda. Ele inclui versões ao vivo de "Do What You Want" e "Fuck Armageddon..." com arte que é selecionado a partir de folhetos originais de shows! O encarte com letras reproduz as versões originais escritas à mão, alguns dos quais foram escritos nas paredes de um quarto!

DETALHES DO ÁLBUM
1996 - The Gray Race
1996 - The Gray Race

Gravado no outono de 1995, lançado em 1996. Produzido por Ric Ocasek no Electric Lady Land Studios em Greenwich Village, New York. Pela primeira vez Bad Religion se aventurou fora de Los Angeles para gravar um álbum. Nos tornamos moradores da cidade de New York por dois meses. Nos enfurnamos em um hotel residencial na 50th e 3rd. Foi divertido andar para trabalhar a cada dia, sem a necessidade de carros. Como é estranho para um grupo de californianos. Ele alcançou a posição #56 na Billboard e foi para #6 na Alemanha. Vendeu melhor do que qualquer álbum anterior internacionalmente, ganhando o status de disco de ouro em inúmeros países.

DETALHES DO ÁLBUM
1998 - Stranger Than Fiction torna-se ouro nos EUA
1998 - Stranger Than Fiction torna-se ouro nos EUA

Em 24 de Setembro daquele ano, o álbum alcançou a posição número 87 na parada de álbuns Billboard 200, e em 4 de Março de 1998 tornou-se também o primeiro (e único) álbum do Bad Religion a ser certificado ouro nos Estados Unidos.

1998 - No Substance
1998 - No Substance

Gravado em 1997, principalmente na casa de Greg em Ithaca, NY, foi projetado inteiramente por Alex Perialas e produzido por ele junto com a banda. Alex tem um estúdio famoso em Ithaca, Pyramid Sound, onde as faixas básicas foram gravadas, mas as vozes e overdubs foram feitos na casa de Graffin. Para mixar fomos para Los Angeles trabalhar com Chris Lord-Alge.

DETALHES DO ÁLBUM
2000 - The New America
2000 - The New America

Gravado em 1999 com Todd Rundgren como produtor. Por um capricho, nosso manager enviou algumas das minhas demos para Todd porque ele sempre foi meu herói musical. Todd gostou e convidou a banda para gravar no estúdio da sua casa. Não tínhamos muito a discutir quando percebemos que seu estúdio em casa é na ilha de Kauai! Passamos dois meses vivendo na remota costa norte (Hanalei) e gastando cerca de 4 horas por dia no estúdio de gravação. Foi o nosso esforço de gravação mais relaxado de todos os tempos. De volta a LA, foi mixado com Bob Clearmountain em seu estúdio de gravação em casa. Em suma, uma grande experiência com orientação lendária.

DETALHES DO ÁLBUM
2001 - Brett volta, Brooks Wackerman entra
2001 - Brett volta, Brooks Wackerman entra

"Quando Brooks entrou para a banda, Brett também voltou. Nenhum de nós poderia ter imaginado a faísca que foi criada. A bateria de Brooks levou Bad Religion para um novo nível e Brett foi rejuvenescido a partir de uma longa ausência sem escrever muita música. O resultado foi o início do nosso atual som e jornada musical." - Greg Graffin

2002 - The Process Of Belief
2002 - The Process Of Belief

Este álbum viu o retorno de Brett Gurewitz e da banda voltando para casa na Epitaph Records. Com os dois compositores principais da banda trabalhando mais uma vez em uníssono, "Process of Belief" sinaliza um renascimento inegável para o Bad Religion. O som é um tom perfeito mesclando o avançado estado de arte do pensamento punk com a assinatura enriquecida em harmonia do estilo de som da banda. O hino "Sorrow" capta perfeitamente um clima pós-11/09 de contemplação e resistência e torna-se tanto um sucesso de rádio quanto um duradouro favorito dos fãs.

DETALHES DO ÁLBUM
2002 - O vídeo de "Sorrow"
2002 - O vídeo de "Sorrow"
2004 - The Empire Strikes First
2004 - The Empire Strikes First

The Empire Strikes First ... 14 músicas que são novas, focadas e absolutamente vivas da maneira que grande rock 'n' roll energiza tudo o que toca.

DETALHES DO ÁLBUM
2004 - O vídeo de "Los Angeles Is Burning"
2004 - O vídeo de "Los Angeles Is Burning"
2005 - Filmagem do DVD "Live at the Palladium"
2005 - Filmagem do DVD "Live at the Palladium"
2007 - O vídeo de "Honest Goodbye"
2007 - O vídeo de "Honest Goodbye"
2007 - DVD "Live At The Palladium" é lançado
2007 - DVD "Live At The Palladium" é lançado

Este DVD traz explosivas cenas ao vivo filmadas durante duas noites no famoso Hollywood Palladium que foram condensadas a um desempenho irado! Este DVD contém também conteúdo extremamente raro, como uma versão acústica ao piano de "Cease", entrevistas em profundidade com todos os atuais membros da banda que discutem a sua formação, evolução e carreira. Você também terá uma gravação ao vivo nunca vista antes do New Wave Theatre por volta de 1981-1983, uma galeria de fotos da banda com imagens novas e antigas da banda, bem como uma enorme quantidade de vídeos musicais da banda!

2007 - New Maps Of Hell
2007 - New Maps Of Hell

A instituição do punk rock Bad Religion começou a gravar "New Maps Of Hell", o sucessor de "The Empire Strikes First" anunciado em 2004, no Grand Master Studios em Los Angeles em meados de Fevereiro, assim como Greg Graffin foi intercalando com seu outro emprego: professor de Life Sciences na UCLA.

DETALHES DO ÁLBUM
2007 - O vídeo de "New Dark Ages"
2007 - O vídeo de "New Dark Ages"
2008 - New Maps Of Hell (Deluxe Edition)
2008 - New Maps Of Hell (Deluxe Edition)

New Maps of Hell (Deluxe Edition), a primeira versão extendida lançada pela banda, inclui o CD original com 16 músicas, juntamente com sete novas faixas acústicas e um DVD. Três das músicas acústicas são novas, escritas especificamente para esta versão; as outras quatro faixas são novas versões acústicas de clássicos do BR como "Sorrow" e a eterna favorita "Skyscraper".

DETALHES DO ÁLBUM
2010 - Bad Religion celebra 30 anos como banda
2010 - Bad Religion celebra 30 anos como banda
2010 - The Dissent Of Man
2010 - The Dissent Of Man

Comemorando três décadas de influente, provocante e inovador pensamento punk rock, Bad Religion lançou seu 15º álbum de estúdio, The Dissent of Man, em 28 de Setembro. O primeiro single do álbum, "The Devil In Stitches", fez sua estréia na mundialmente famosa rádio KROQ 106.7 em Los Angeles.

DETALHES DO ÁLBUM
2010 - Greg publica o primeiro livro
2010 - Greg publica o primeiro livro

"Anarchy Evolution: Faith, Science, and Bad Religion in a World Without God" é o resultado de 30 anos de Greg na música e na ciência evolutiva. Parte memórias pessoais, parte polêmica, "Evolution Anarchy" retrata os primeiros anos do Bad Religion e a forma como a visão de mundo de Greg foi moldada por eventos na cena punk. Mas esses elementos são apenas uma parte da história. A narrativa do livro tece duas correntes principais de consciência de Greg - criatividade e a imaginação científica - em uma visão naturalista do mundo que é uma pausa refrescante do dogma estático da literatura ateísta tradicional.

2011 - O vídeo de "Wrong Way Kids"
2011 - O vídeo de "Wrong Way Kids"
2013 - True North
2013 - True North

Produzido pela banda e Joe Barresi , True North celebra o poder perturbador do punk convincente diante da dor e adversidade. O resultado é um dos álbuns mais emocionalmente acessíveis da banda até hoje.

"Eu acho que trabalhar dentro de certas restrições tirou o aspecto mental e vamos dedicar mais atenção a transmitir sentimento", diz Graffin . "Todos nós passamos por dor e os melhores elementos do punk nos dão esperança naqueles tempos sombrios."

Enquanto algumas faixas como "Robin Hood In Reverse", "Land of Endless Greed" e "Dharma and the Bomb" ardentemente remete a questões urgentes do mundo , outras, como "Hello Cruel World" desviam-se em um terreno muito mais expressivo. A canção título do álbum, "True North", utiliza uma parede de guitarras e batida carregada para explorar questões de alienação e perda, esclarecida por recentes experiências de vida de Graffin.

"A canção foi escrita a partir da perspectiva de um garoto que está fugindo", Graffin explica . "Ele diz: "Vou embora daqui, estou fora para encontrar o norte verdadeiro." Trata-se de reconhecer que você não se encaixa e está tentando encontrar uma verdade e propósito. Estes são todos temas clássicos do punk".

"Eu acho que nós dois realmente respondemos ao desafio de escrever canções curtas e rápidas neste disco", acrescenta Gurewitz . "As restrições nos libertam. Como movimentos em um jogo de xadrez , há realmente tantas variações como existem estrelas na galáxia."

DETALHES DO ÁLBUM
2013 - O vídeo de "True North"
2013 - O vídeo de "True North"
2013 - Christmas Songs
2013 - Christmas Songs

Bad Religion lançou um álbum de Natal, Christmas Songs, no dia 29 de Outubro. Quem melhor que Bad Religion para ajudá-lo a celebrar esse momento mais maravilhoso do ano, os favoritos dos dias santos? A banda ameaçou gravar um álbum de clássicos sazonais durante anos, e agora foram e fizeram, esmagando oito castanhas em seu clássico estilo punk rock.

DETALHES DO ÁLBUM